O portal de notícias que mais cresce em Tocantins

Dia do Agricultor: produtor não é um número e seu papel é mais do que apenas fazer parte do PIB

Obtenha atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Ainda hoje, entendemos que o agronegócio é um dos principais pilares na nossa economia, respondendo atualmente por cerca de 27,4% do Produto Interno Bruto (PIB) nacional, segundo dados do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), da Esalq/USP, em relatório divulgado no primeiro trimestre deste ano em parceria com a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA).

Mas o produtor não é um número e seu papel é mais do que apenas fazer parte do PIB, por isso, não vamos focar em dados numéricos, mas no valor agregado dos profissionais do campo. Os agricultores, cada vez mais, são responsáveis e estão dispostos e prover os lares brasileiros e de outros países de alimentos saudáveis e seguros, além de outras commodities que fazem parte do dia a dia das pessoas e alimentam indústrias de diversos setores, como o algodão, por exemplo. A chamada segurança alimentar, termo tão usado atualmente, é um dos principais focos do trabalho rural, especialmente pela necessidade de produzir em grande escala alimentos de qualidade reconhecida e esse é o diferencial da agricultura brasileira. Por isso, nosso país, muitas vezes, é chamado de “celeiro do mundo”.

Mas para alcançarmos e nos mantermos no patamar de qualidade que nos torna referência, não apenas em alimentos, mas em uma imensa diversidade de culturas, há grandes esforços. O uso de tecnologias que atendam as mais variadas necessidades do agricultor é essencial. E não são apenas maquinários de última geração, mas também inovações genéticas. A ciência é parte essencial do processo para se assegurar uma produção em grande escala dentro dos critérios de segurança, qualidade e sustentabilidade que hoje são exigidos.

Senar

A ciência nos permite evitar pragas e doenças nas lavouras. O uso de cultivares, aliado ao bom manejo das lavouras, reduz as perdas e favorece o bom aproveitamento do solo, agregando valor à produção e assegurando a sustentabilidade de toda a operação, pois propicia safras mais robustas, com produtos altamente competitivos no mercado.

Nosso papel, enquanto país, é garantir ao mundo que nossa agricultura atende os mais rígidos critérios de qualidade e segurança, por isso, devemos sim celebrar o Dia do Agricultor não apenas pelos resultados econômicos, mas por sabermos que nossos produtores são os principais responsáveis por nos colocar nesse patamar, justamente porque investem nessas tecnologias. Os trabalhadores do campo sabem expor suas necessidades e se apoiar nas soluções para atender suas demandas, a fim de conquistarem bons resultados. Isso agrega valor à nossa agricultura e nos mostra que estamos no caminho certo.

A TMG acredita e atua em prol de uma agricultura sustentável, baseada em inovações genéticas para a produção de grãos, com foco na qualidade, por isso, celebramos esta data junto aos agricultores e reforçamos que o campo, sem dúvida, é a força que movimenta o nosso país.

Francisco Soares é presidente da TMG — Tropical Melhoramento & Genética

Obtenha atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.