O portal de notícias que mais cresce em Tocantins

Tiago Dimas comemora aprovação de PECs que cria Piso da Enfermagem e garantem ampliação do Auxílio Brasil e apoio para caminhoneiros

Obtenha atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

O deputado federal Tiago Dimas (Podemos-TO) comemorou a aprovação do aumento do Auxílio Brasil de R$ 400 para R$ 600 até o final do ano, criação de auxílio para caminhoneiros de R$ 1 mil, aumento do vale gás, socorro para taxistas e criação do Piso Nacional para enfermeiras (os) e técnicas (os) de enfermagem. As medidas foram garantidas com as aprovações definitivas da PEC 15/2022 (Proposta de Emenda à Constituição n° 15/2022) e da PEC 11/2022 na noite desta quarta-feira, na Câmara dos Deputados – ambas com votos favoráveis do deputado.

Senar

“Essas medidas mostram que nós, da Câmara, e o governo federal liderado pelo presidente Jair Bolsonaro (PL) estão atentos aos problemas do país e prontos para socorrer quem mais precisa, ao mesmo tempo em que fazemos um reconhecimento à categoria decisiva no combate à pandemia e no salvamento de vidas”, destacou o deputado.

O texto aprovado da PEC 15 prevê o uso de R$ 41,25 bilhões até o fim do ano para a expansão do Auxílio Brasil (R$ 26 bilhões) e do vale-gás de cozinha (R$ 1,05 bilhão); para a criação de auxílios aos caminhoneiros e taxistas (R$ 5,4 bilhões e R$ 2 bilhões); para financiar a gratuidade de transporte coletivo para idosos (R$ 2,5 bilhões) e para compensar os estados que concederem créditos de ICMS para produtores e distribuidores de etanol (R$ 3,8 bilhões).

A PEC destina ainda recursos para reforçar o programa Alimenta Brasil (R$ 500 milhões), que compra alimentos de agricultores familiares, extrativistas, pescadores artesanais, povos indígenas e demais populações tradicionais para distribuí-los a famílias de baixa renda.

Já o texto da PEC 11 diz que lei federal vai instaurar o Piso da Enfermagem. Projeto de lei já foi aprovado nesse sentido e aguarda ser enviado para sanção após Congresso Nacional encontrar fontes de financiamento. Pelo projeto, o piso salarial de enfermeiros será de R$ 4.750,00; o de técnicos de enfermagem, R$ 3.325,00; e o de auxiliares e de parteiras, R$ 2.375,00.

“Fico orgulhoso do trabalho que fizemos hoje aqui na Câmara. Estamos aprovando leis e medidas que mudam a vida das pessoas para melhor. Sempre contem comigo para ações como essas”, frisou Tiago Dimas. (Com informações da Agência Câmara)

Obtenha atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.