O portal de notícias que mais cresce em Tocantins

32 anos do ECA – Célio Moura

Obtenha atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Ativistas e dirigentes de entidades que defendem os direitos das crianças e dos adolescentes afirmaram nesta segunda-feira (11) que, apesar de um avanço para a sociedade brasileira, o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) precisa ser realmente implementado para ajudar na transformação do futuro do País. Durante audiência pública na Comissão de Legislação Participativa (CLP), que debateu “Os Direitos da Criança e do Adolescente no Brasil: 32 anos do ECA”, o governo Bolsonaro foi acusado de desmantelar políticas públicas voltadas à promoção dessa parcela da população. De iniciativa da presidenta da Frente Parlamentar Mista de Promoção e Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente no Congresso Nacional, deputada Maria do Rosário (PT-RS), a reunião foi presidida pelo deputado Célio Moura (PT-TO) e pela deputada Erika Kokay (PT-DF).

Obtenha atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.