O portal de notícias que mais cresce em Tocantins
agroextrativismo Gurupi

Prefeitura de Gurupi busca atrair empresa de agroextrativismo para investir na coleta de Fava d’Anta

Obtenha atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Incentivar o agroextrativismo sustentável e fomentar a economia das pequenas propriedades rurais de Gurupi, foram os principais objetivos de uma reunião entre o Secretário Municipal de Desenvolvimento Econômico e Meio Ambiente, Pedro Dias, e representantes da empresa Sanrisil – Soluções em Extratos Vegetais. O encontro aconteceu nesta quinta-feira, 07, com participação de presidentes de associações e assentamentos rurais.

 

Os empresários apresentaram o agroextrativismo de Fava d’Anta, uma planta nativa do Cerrado e que é encontrada com facilidade na região Sul do Tocantins. A Fava d’Anta é muito utilizada na medicina e na alimentação, tem como princípios ativos a rutina e a quercetina, que são usados na indústria de alimentos, de cosméticos e farmacêutica.

 

Durante a reunião, os empresários explicaram sobre a coleta, o armazenamento e o transporte da Fava d’Anta e sobre a rentabilidade comercial da fruta. “A gente agradece a abertura da Secretaria. Pensamos em Gurupi por ser uma cidade estratégica, próximo a grandes rodovias e também por ser uma cidade polo, com alcance regional na busca pela Fava d’Anta”, afirmou o gerente de suprimentos da Sanrisil, Fernando Riso, destacando que há grande possibilidade da empresa se instalar em Gurupi.

 

O Secretário Municipal de Desenvolvimento Econômico e Meio Ambiente, Pedro Dias, afirmou que a gestão municipal está sempre aberta para atrair novas empresas para Gurupi e região. Ele afirmou ainda que o extrativismo da Fava d’Anta pode ser uma boa fonte de renda para as famílias do campo. “Nós vimos que as pessoas podem somar essa atividade que poderá dar um complemento de renda muito importante”, frisou.

 

Ainda segundo o secretário, a Prefeitura de Gurupi deve ser um elo entre os produtores e a empresa, fazendo contato e levando informações. “Nós vamos contribuir, vamos orientar, vamos estar presentes, vamos fazer com que os produtores possam também ter nesta atividade mais uma possibilidade de melhorar a sua renda e sua qualidade de vida”, finalizou Pedro Dias.

 

Marilene Ramos, diretora de Agricultura do município, reforça que o extrativismo da Fava d’Anta é sustentável e que Gurupi pode ser um polo na produção deste fruto, devido à sua localização e por estar numa região onde a Fava d’Anta é abundante. “A reunião foi bem positiva. Esta é uma empresa que está há mais de 70 anos no mercado, que traz todos os cuidados ambientais e as orientações para que esta coleta seja de forma sustentável e o produtor possa aumentar a sua renda com a comercialização deste fruto”.

 

Agroextrativismo

 

O agroextrativismo é a união de práticas agrícolas sustentáveis, de baixo impacto e alto valor social, com a extração de produtos nativos. Surgida como complemento ao extrativismo, essa atividade tem enorme potencial socioeconômico, cultural e ambiental para o bioma Cerrado, já que alia geração de renda à restauração de áreas degradadas e desmatadas.

Obtenha atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.