O portal de notícias que mais cresce em Tocantins

Qual a importância do olfato no cotidiano?

Obtenha atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

O olfato é uma função sensorial importante para funções básicas como orientação, alimentação, reconhecimento de perigo, alerta e socialização, porém frequentemente o subvalorizamos .

Existem vários distúrbios do olfato que levam a variáveis impactos na qualidade de vida.

 Com um ano de pandemia, muitos termos antes desconhecidos, viraram termos muito falados, como anosmia (perda do olfato), hiposmia (diminuição do olfato) e parosmia (interpretação errônea dos odores) .

            A alteração do olfato pode levar a situações desastrosas como perder o alerta em situações de incêndio ou alimentar-se de alimentos impróprios. Em situações não incomuns também podem ocorrer a perda da vontade de comer e perda de peso.

            Entre as causas mais comuns, processos infeciosos agudos,  tumores, doenças sinusais, uso de medicamentos, trauma,  doenças neurodegenerativas, congênitas e outras.

Com a subvalorização do olfato, muitas vezes as pessoas acometidas dessas alterações não conseguem definir o período em que os sintomas iniciaram, e com isso, o diagnóstico e tratamento são postergados.  

Ah! Vamos lembrar de um detalhe super importante, lembram de memoria afetiva?  Como é agradável esse sentimento que muitas vezes está relacionado a odores já vivenciados!

Portanto, vamos valorizar essa função sensorial tão envolvida a sentimentos prazerosos e defesa.

Obtenha atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

2 Comentários
  1. Claudius Vinicius Diz

    A complexidade do corpo humano, que muito ignoramos ou negligenciamos, nos indicam informações educativas para as nossas reflexões. Nesse sentido, informações técnicas esclarecedores como essas são primordiais para nossa saúde.

  2. Aristela Diz

    Realmente, passei pela perda parcial do olfato qdo estive com covid e altera mesmo em outros fatores sensoriais.

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.