O portal de notícias que mais cresce em Tocantins

Entrevista com Iranilson Mota, presidente do CRA-TO, fala com exclusividade ao portal EconomiaBR

Obtenha atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

O portal EconomiaBR entrevista hoje Iranilson Ferreira Mota presidente do CRA-TO. Em um conversa descontraída fala de sua tajetória pessoal de sucesso pessoal e empresarial. Abordando também o desafio de comandar um dos conselhos mais importantes do Tocantins, onde deixará um grande legado.

1Qual é o seu maior desafio como presidente do CRA-TO?

O maior desafio será equilibrar as questões financeiras da entidade, pois assim como muitos seguimentos o CRA-TO também teve uma frustração de receitas no ano de 2020 e acreditamos que no ano de 2021 não será diferente, mas temos a convicção que vamos reverter esse quadro, pois temos no DNA a paixão pela Administração assim como nossos Administradores, acreditamos que nossa profissão fez e fará a diferença para a transformação da economia no Brasil.

2- Presidente sua carreira na administração é brilhante, atuando em várias matrizes, faça um breve relato sobre sua trajetória e comente sobre qual atividade de sente mais pleno?

O que considero como diferencial na minha trajetória profissional foi a capacidade de equilibrar a minha carreira profissional com a atual na carreira acadêmica. Ao longo de 20 anos de atividades profissionais tiver a oportunidade de trabalhar no Banco Bradesco S/A, Cia de Saneamento do Tocantins – SANEATINS, Serviço Social da Indústria – SESI e Secretaria da Indústria e Comércio do Tocantins – SICS em atividades de Coordenação, Gerência, Diretoria e Superintendência, e ainda trabalhar durante todo esse período como professor universitário nos cursos de Administração, Ciências Contábeis e Direito nas instituições de ensino superiores Faculdade Objetivo, Faculdade Serra do Carmo e IFTO, e ainda poder empreender em atividades de capacitação e educação empresarial como empresário. O que mais me deixa pleno é poder praticar a liderança e poder colaborar com as pessoas auxiliando-as na realização de seus sonhos, pois a minha postura como líder sempre voltada a servir as pessoas e conseqüentemente ter o apoio delas para poder alcançar os objetivos organizacionais.

3- Estamos vivendo um momento impar com o advento do COVID-19, qual sua opinião sobre este vírus no impacto da economia e na administração nas corporações?

Essa é uma pauta que já faz parte da vida das pessoas e das empresas querendo ou não, e interessante que um mundo que se julgava tão auto-suficiente com competência para resolver tudo em tudo nunca imaginava-se uma reviravolta tão grande os quais tivemos que mudar nossa forma de pensar e nossa forma de agir, mudamos nossa rotinas pessoais e nossas rotinas profissionais, tivemos grandes impactos na saúde das pessoas e na econômico local, regional e mundial. Veja essa história que refletia ao pensamento da maioria das pessoas do mundo, quando eu estava em Asunción fazendo meu Doutorando em Administração em janeiro do ano passado, logo que cheguei no hotel recebo uma ligação do meu filho pedindo para eu tomar cuidado na viagem pois fora descoberto um vírus muito poderoso com alta taxa de letalidade na China e naturalmente eu refutei e disse que esse vírus chegar até mim teria que atravessar o oceano pois ele estava do outro lado do mundo, e naturalmente como todos sabem em menos de dois meses depois desse episódio a saúde do mundo entrava em colapso. E com isso tivemos que inventar e reinventar todos os modelos construídos para nos adaptarmos e claro que a Administração teve uma valorosa contribuição em todo esse processo.

4- Quais os projetos da sua gestão que pretende implementar durante seu mandato?

Esses dois anos serão desafiadores em função da frustração de receitas em vários segmentos e no CRA-TO não seria diferente inclusive tivemos várias baixas de registros em 2020, porém, na Administração aprendemos que em cenários e ambientes incertos e difíceis são oportunos para uma atuação de forma estratégica e empreendedora. Ao longo da curta história do CRA no Tocantins tivemos cinco presidentes à frente da entidade e nesse período o foco foi incrementar uma estrutura adequada para atendimento às demandas dos Administradores e como isso conquistamos uma área na Avenida Teotônio Segurado Norte, em seguida captação de recursos junto ao Conselho Federal para construção da sede, auditório, espaço de eventos, tecnologia e sistema adequados, realização de concurso, dentre outras ações estratégicas. Na minha gestão será o momento de cuidar das pessoas, e como sou adepto da liderança servidora na nossa marca colocamos a palavra “Servir” pois queremos estar mais perto dos Administradores, das Instituições de Ensino Superiores por intermédio dos Acadêmicos dos Cursos Tecnólogos de Gestão e de Graduação, dos Professores e Coordenadores, das Empresas e conseqüentemente da sociedade. Decidimos que queremos servir as pessoas para que elas tenham um ambiente propício para sonhar, para crescer e para se tornar referência no que elas se propuserem, assim, se tornarem líderes de si mesmo e de seus projetos, nesse contexto nossa gestão será marcada pela “Liderança” pois queremos estar “Servindo Líderes”.

Um fator que considero importante na nossa gestão é a participação das Mulheres Administradoras, elegemos como Vice-Presidente a Profa Martha Helena que tem uma linda história como gestora, professora e empreendedora social e reeditamos a Comissão Especial Adm. MULHER do CRA-TO saindo de três para dez mulheres e uma boa fila de espera querendo colaborar, fato que me deixa muito honrado. Criamos ainda a Comissão de Planejamento Estratégico, Comissão de Gestão da Qualidade e estamos reformulando o CRA-Jr projeto que foi idealizado por mim  em 2011 e hoje tem na presidência o Prof Alan Bitar.

5 –   Em sua opinião o que falta para industrialização do estado para decolar efetivamente?

Para o setor industrial ter mais dinamismo no nosso estado precisamos estimular o desenvolvimento de todos os elos da cadeia produtiva. Fomentar a estruturação e suporte para a vinda de novos investimentos e para a expansão dos investimentos já existentes, isso será essencial para que eles ganhem competitividade e consigam escoar a produção para os mercados regional, nacional e internacional, utilizando um dos maiores potenciais do Tocantins que a Logística, uma vez que temos um mercado populacional pequeno distribuído em 139 municípios, em uma extensão territorial de mais de 277 mil km². No Brasil temos alguns problemas conjunturais como a insegurança jurídica e a falta de confiança do empresário principalmente pela descontinuidade das ações, outra vertente é a falta de matéria-prima e a mão de obra, pois fica mais caro a importação das mesmas, dos maiores centros comerciais.


6 –  Qual sua avaliação sobre a logística do estado em especial com relação as estradas e rodovias?

O nosso estado está em lugar privilegiado do Brasil, pelo fato de estarmos no centro geodésico. Porém, não estamos posicionados próximo dos grandes centros e isso é uma fator que atrapalha o nosso crescimento. Com relação às nossas rodovias, temos pontos relevantes que diminuem o volume do trafego, precisamos duplicar as rodovias para acesso das cidades de Palmas a Porto; Palmas a Paraíso do Tocantins e Palmas a Miracema do Tocantins, dentre outros, e no nível federal, a duplicação da BR 153. Hoje temos estradas de qualidade que estão cumprindo um fator importante na ligação com o modal ferroviário que está em amplo crescimento em volume de tráfego e variedade de produtos.


7 – Por que é importante a adesão dos administradores como membros do CRA-TO e quais os benefícios da entidade?

Assim como os demais Conselhos classistas o CRA-TO tem o papel de normatizar e fiscalizar a profissão da Administração, portanto, quando o Bacharel em Administração faz seu registro no Conselho ele estará apto a exercer o a sua profissão de Administrador. É papel do CRA assim como dos Administradores fiscalizar e ser fiscalizados daí a importância da participação dos Administração, pois eles podemos nos ajudar a fiscalizar o exercício legal da nossa profissão e assim estaremos crescendo juntos.

Perfil do Presidente do CRA-TO

Prof Adm Iranilson Ferreira Mota

É Superintendente de Desenvolvimento Econômico na Secretaria de Industria, Comércio e Serviços do Tocantins – SICS, é natural de Araguatins (TO). Graduado em Administração pela Sociedade Objetivo de Ensino Superior, é Pós-Graduado em Empreendedorismo pela Universidade do Tocantins (Unitins), MBA Executivo em Liderança e Gestão Empresarial pelo Instituto de Pós-Graduação IPOG, Mestre em Administração de Empresas pela Universidad Autónoma de Asunción – UAA e Doutorando em Administração pela Universidad San Lorenzo – Unisal.

Palestrante, consultor empresarial e educacional, educador universitário e empresarial é autor da obra “Estudo do Perfil Empreendedor dos Administradores do Tocantins”.

Gerenciou o Sistema de Gestão da Qualidade na Cia. de Saneamento do Tocantins (Saneatins), foi Secretário Executivo da Faciet, (Federação das Associações, Comerciais e Industriais do Tocantins), comandou o setor de  Orçamento, Planejamento e Gestão do Serviço Social da Indústria (SESI TO) e, trabalhou como Gestor de Negócios no Banco Bradesco S/A.

Atualmente, ocupa a Vice-Presidência da Associação Comercial e Industrial de Palmas (Acipa).  É professor dos Cursos de Administração, Ciências Contábeis da FASEC – Faculdade Serra do Carmo, tem formação em Coaching de Propósito de Vida e é Mentoring by Oratória.

Obtenha atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

1 comentário
  1. Ricardo Pereira Diz

    Parabéns, muito lúcido e inteligente, precisamos mais de pessoas assim na administração em nosso país. Desejo mais sucesso ainda em sua carreira.

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.