O portal de notícias que mais cresce em Tocantins

Indústria despenca 18,8% em abril e tem maior queda mensal em 18 anos

Obtenha atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Os efeitos da pandemia de novo coronavírus na economia brasileira em abril fizeram com que a indústria registrassem em abril a maior retração em, ao menos, 18 anos. Dados da Pesquisa Industrial Mensal (PIM), divulgados nesta quarta-feira pelo IBGE, mostram que a queda do setor foi de 18,8%, na comparação com março, quando o indicador já havia registrado queda de 9%. É a maior contração da série histórica da pesquisa, iniciada em 2002. Em relação a abril do ano passado, a queda na indústria foi maior da série histórica: -27,2%.

Entre março e abril, a indústria já registra queda acumulada de 26,1%. O resultado reforça ainda mais a paralisia do setor industrial brasileiro, que ainda não havia recuperado as perdas dos últimos anos. Desde 2010, os industriais vem perdendo participação no Produto Interno Bruto (PIB) do país.

Senar

Também começa a consolidar as projeções para a retração de mais de 10% do PIB no segundo trimestre. Nos últimos três meses, segundo dados divulgados na última semana, o setor já havia apresentado queda de 1,4%, na comparação com os três últimos meses de 2020.

No primeiro trimestre, PIB registrou recuo de 1,5% na comparação com os últimos três meses de 2019. Na comparação com janeiro a março do ano passado, a queda foi de 0,3%.

Os números divulgados nesta quarta dão a dimensão da contração. Até então, a maior queda mensal havia sido registrada em dezembro de 2008, em meio a crise internacional daquele ano, quando o recuo foi de 11,3%.

Obtenha atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.