O portal de notícias que mais cresce em Tocantins

Ansiedade social e divisões cresceram com pandemia no Brasil e nos EUA

Obtenha atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Os Estados Unidos vivem há dias uma série de manifestações que tem levado a confrontos crescentes, tendo como ponto de partida a violência policial. O Brasil viveu neste domingo em cidades como São Paulo, Rio e Brasília uma leva de manifestações (contra e a favor do governo, veja fotos no pé da matéria), que também levaram a confrontos. O maior deles, em São Paulo, envolveu torcidas organizadas em defesa da democracia, de um lado, e apoiadores do governo Bolsonaro, de outro.

Quais as semelhanças entre os dois países? E quais as diferenças? A Exame ouviu analistas na tarde deste domingo. Embora em contextos e magnitudes diferentes, a origem das crises vivenciadas por Brasil e Estados Unidos, neste momento, é a mesma, na visão dos entrevistados: a deterioração da economia provocada pela crise do coronavírus.

Senar

O que mais une os dois movimentos é o clima de elevada ansiedade social que tem predominado nos dois países”, diz Gabriel Brasil, analista de risco político da Control Risks. “Há uma rejeição crescente de certos setores da sociedade frente aos presidentes Trump e Bolsonaro que, em boa medida, são reconhecidos por esses grupos como responsáveis centrais pela crise em função da postura negacionista que adotaram no começo da pandemia”.

Os dois países, concordam os analistas, enfrentam a pandemia com presidentes polarizadores, Donald Trump, do lado americano, e Jair Bolsonaro, do lado brasileiro. “São líderes que incitam semanalmente suas bases políticas”, afirma o diplomata Paulo Roberto Almeida, professor do Centro Universitário de Brasília (Uniceub). “Ambos têm se mostrado ineptos para enfrentar a pandemia da covid-19 e a recessão econômica trazida pela doença. Isso é um fator que une os protestos observados aqui e lá”. 

Obtenha atualizações em tempo real diretamente no seu dispositivo, inscreva-se agora.

Deixe uma resposta

Seu e-mail não será publicado.